A LUTA ENTRE ESQUERDA E DIREITA

SOCIEDADE   ESCRITO POR MARCOS BITTENCOURT 

Preocupa-me esse momento de polarização extrema em que vivemos, onde a lógica é a de que, se você não pensa como eu, é meu inimigo. Não há meio termo, não existem soluções intermediárias, é A ou B, preto ou branco, coxinha ou mortadela. Isto decorre da equivocada noção que as pessoas têm de esquerda e direita, e da impressão de que, quem está ao centro, se encontra “em cima do muro”, é conivente com o inimigo, seja ele qual for.

Durante o século XX vendeu-se a ideia de que Direita é a corrente de pensamento associada ao liberalismo e, de outro lado, Esquerda é a corrente associada ao comunismo.

De fato, o comunismo e o anticomunismo foram as principais chagas do século passado, estão na origem do maior morticínio já visto pela humanidade e ditaram praticamente todas as relações políticas da segunda metade do século.

Mas originalmente Direita e Esquerda possuíam outro significado.

Leia mais:A LUTA ENTRE ESQUERDA E DIREITA

LIÇÕES DE UMA TRAGÉDIA

SOCIEDADE  POR  MARCOS BITENCOURT

Meu filho hoje tem 15 anos e, entre inúmeras qualidades que reconheço nele, tive outro dia mais uma confirmação daquela que mais aprecio, sem a qual de nada valeriam todas as demais: o menino tem um grande coração, capaz de sentir profunda compaixão pelos seus semelhantes. De fato, beirando às lágrimas, ele me contou do assassinato de uma garota com quem convivera, por alguns dias, em uma pousada em que estivera com a escola; pouco mais que um mero conhecido da vítima, que residia em outra cidade, mantinha com ela algum contato através dessa febre internética chamada orkut, à qual resisto por pura teimosia.

Pois bem. Segundo me contou (informação que ele mesmo obteve através do tal orkut), a garota foi assassinada por motivo fútil e com requintes de crueldade, tudo porque estava saindo com o ex-namorado de sua algoz que, assistida por dois rapazes, espancou-a até matá-la. Embora não tenha condição de apurar a veracidade da história – e de seus detalhes -, tudo indica tratar-se de um crime doentio que, possivelmente, poderia ter sido evitado, quando menos pela intervenção dos pais daquela criança mimada convertida em impiedosa assassina, menina aparentemente de classe média que, provavelmente, já revelara antes traços de doença mental ou de desvio de personalidade (a motivação e as circunstâncias do delito sugerem um criminoso acometido de psicose ou psicopatia).

De fato, o mais chocante na história é a maldade por ela revelada, o que ajuda a explicar o impacto que produziu em meu filho; além da morte de alguém conhecido e de sua própria idade (quando jovens, acreditamos ingenuamente que a morte serve apenas aos idosos e doentes),  explicavam sua perplexidade e revolta a compaixão pelos parentes da vítima e, principalmente, a sua própria incapacidade de compreender a maldade; o que poderia levar alguém a cometer crime de tal espécie?

Leia mais:LIÇÕES DE UMA TRAGÉDIA

POSSE DE ARMA DE FOGO E O DESARMAMENTO

 SOCIEDADE    ESCRITO POR MARCOS BITTENCOURT 

Relacionado à escalada da violência nos grandes centros urbanos, este tema suscita opiniões e discussões acaloradas. Não vou me furtar a apresentar minha opinião pessoal e, embora respeitando opiniões contrárias, tenho consciência de que o tema é polêmico e carregado de forte conteúdo emocional.

Leia mais:POSSE DE ARMA DE FOGO E O DESARMAMENTO

A UNANIMIDADE É FATAL E IRREMEDIAVELMENTE BURRA

 SOCIEDADE   ESCRITO POR MARCOS BITTENCOURT 

É evidente que a famosa frase não contém juízo de valor sobre todas aquelas “verdades” que, ditas como sentenças definitivas, são aceitas pela opinião majoritária, em determinado momento (as verdades também mudam, ao sabor da ocasião). Dói admitir, mas a maioria às vezes acerta.

Leia mais:A UNANIMIDADE É FATAL E IRREMEDIAVELMENTE BURRA